COMO APROVEITAR BEM OS ALIMENTOS

Reduzimos as perdas de alimentos ao planejar e equilibrar nossas refeições. Assim, devemos cortar, descascar e cozinhar apenas a quantidade necessária de verduras, legumes, frutas, grãos e carnes.


As ramas ou as folhas de alguns alimentos (batata-doce, rabanete, couve-flor, beterraba, cenoura) têm importante valor nutritivo. Podemos usá-las de maneira refogada, no feijão ou no arroz, em sopas e omeletes. Elas também podem ser adicionadas à carne e ao peixe, o que aumentará muito seu valor nutritivo e a quantidade de fibras ingeridas. E as fibras, como sabemos, são importantes para o bom funcionamento do intestino.
Os talos das verduras são ricos em fibras e podem ser usados em refogados, sopas e no feijão.

As cascas de frutas são muito nutritivas. Mas é importante que sejam sem agrotóxicos. Assim, na hora da compra, devemos escolher produtos orgânicos. Mesmo as cascas de frutas que não são normalmente comidas junto com o miolo, como as da laranja, do limão, da manga e do abacaxi, podem ser batidas no liquidificador, virando recheio de tortas e bolos ou transformando-se em geléias e sucos.

Os miúdos das aves e do boi também são altamente nutritivos, como fígado, rim, bucho, tripa, orelha, língua, coração, moela, rins, pé, pescoço das aves. Ova e cabeça de peixe também rendem pratos saborosos.
Mas, no prato mesmo, não devemos deixar sobra alguma, porque ela não pode ser reutilizada. Precisamos aprender a só nos servir da quantidade de comida que vamos realmente consumir.

SOBRAS E VEGETAIS NATIVOS: SABOROSOS E NUTRITIVOS


- Com cascas de melancia e talos da couve podemos fazer um suco colorido e saboroso. 

- Pó de casca e cabeça do camarão, ou de peixes pequenos, Pode ser misturado ao arroz, feijão, verduras e outros.

- Pão amanhecido, como querem uns, ou dormido, como querem outros, fica fresco se respingado levemente com água e, em seguida, aquecido no forno por alguns minutos.

- Pão endurecido, se ralado, transforma-se numa farinha para cobertura de pratos salgados.

- Sobras de travessas e panelas, quando bem conservadas, também podem ser reaproveitadas, transformando-se em pratos saborosos e nutritivos na refeição do dia seguinte. É só colocar em prática a
imaginação. O arroz de hoje pode ser um bolinho amanhã.

- Taioba, bertalha, caruru ou bredo, beldroega, joão-gomes, língua-de-vaca, serralha e folhas de batata-doce, de jerimum e outras plantas nativas crescem naturalmente e são mais nutritivas e muito mais baratas do que aquelas vendidas nos mercados. Essas verduras, que antigamente eram consumidas e hoje são desconsideradas na alimentação, podem ser usadas na sopa, no feijão e no preparo de bolinhos.

Post a Comment